Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Membro
Mensagens : 4
Data de inscrição : 05/03/2018
Ver perfil do usuário

The Life Of Kylie: T01

em Sab Mar 10, 2018 2:20 pm
Kylie chegou em Cyndara e se estabeleceu na cidade de Araquaj City. A viagem de Kanto para essas novas e desconhecidas terras deixaram a jovem e sua Vulpix cansadas, mas após um rejuvenescedor descanso e o apoio da excitação em sua nova aventura, ambas se encontram prontas para explorar. O Spring World já enchiam os ouvidos da menina antes mesmo de saber que iria desembarcar no continente de Cyndara. Ela desejava conhecer mais sobre as plantas e berries, pois passarão a ser mais úteis em sua jornada, além dos Pokémon aqui presentes.
avatar
Admin
Mensagens : 166
Data de inscrição : 30/09/2017
Ver perfil do usuáriohttp://victoryroadrpg.forumeiros.com

Re: The Life Of Kylie: T01

em Sab Mar 10, 2018 4:03 pm
O verão estava dando adeus pouco a pouco às terras de Cyndara, realizando suas últimas carícias nas plantas extremamente frondosas que são o orgulho e a paixão de Araquaj City. Os raios de sol aqueciam a população que estava agitada andando pra lá e pra cá nas ruas e faziam tudo parecer mais enérgico do que realmente era. Era difícil para Kylie ver muito além de onde ela estava, pela quantidade de pessoas transitando: umas saindo de seu trabalho, outras fazendo sua ginástica diária, algumas correndo para não perder a consulta num dos melhores veterinários de Cyndara, e quebrando o padrão ali, haviam alguns treinadores pokémon reunidos. Kylie pôde escutar de longe eles comentando algo sobre o Spring World, que foi o único termo que lhe chamou atenção. Ela parou alguns instantes para escutar e não se deu conta.

Nessa mesma rua bastante movimentada, passava uma senhora que carregava uma sacola de compras, simples, usava fones grandes de Loudred e seguia em direção à praça que ficava um pouco depois do grupo de treinadores. A senhora caminhava a passos de Turtwig e não estava nem aí se quebrava o ritmo que aquela rua da cidade estava acostumada. Algumas vezes, a senhora que parecia ter seus 70 anos, parava e se remexia ao som do hit que escutava em seus fones, arracando risadas debochadas e sorrisos agraciados de algumas pessoas que passavam atentas para não esbarrar nela. Algumas vezes ela murmurava algo, o que fazia as pessoas pensarem que ela estava se divertindo muito, cantando a música!

Não distante dali, um rapaz de porte mediano, cabelos escuros e curtos, vestido de preto, usando luvas e botas roxas além de uma faixa que circundava sua cabeça, vinha caminhando na direção oposta da senhora e passando pelos treinadores, ele acabou se esbarrando em um deles. Kylie pareceu ter visto o treinador passar a mão em algo vermelho rapidamente, mas ela não prestou atenção direito. Talvez tenha sido a imaginação dela, já que o rapaz agora parecia estar de mãos vazias. Será que os olhos da garota haviam pregado um truque nela? O rapaz parecia com pressa e continuava seu caminho, parecendo não se importar com alguns insultos proferidos pelo treinador a qual sofreu o impacto, e a seu olhar nada amistoso. 

A roupa dele parecia um uniforme. Seria a única explicação pro cara estar com uma roupa daquela toda preta num sol quente de verão. É sabido que Araquaj é uma cidade que localiza-se numa parte de floresta tropical, que é muito quente, úmida e abafada. É bastante característico dessa região que as plantas tem um ambiente quase perfeito para crescerem, com base no sol e na água, abundantes nesse lugar. Aquele rapaz deveria estar derretendo de calor. Talvez fosse o motivo da pressa dele, chegar em casa, tirar aquela mortalha, beber um copo de limonada de Ludicolo bem gelada, deitar no sofá, ligar a TV no desafio internacional dos maiores contests do mundo e descansar um pouco. Só Arceus poderia julgá-lo.

Na pressa, o rapaz esbarrou também na senhora. não foi nada muito grave, mas ela cambaleou um pouco e se irritou, pois parecia estar ouvindo o refrão de sua música favorita, visto a empolgação que estava. Pela pressa do rapaz, era compreensível, já que aquela rua de Araquaj estava muito movimentada naquele horário e seria difícil desviar de tudo na velocidade que ele estava, a não ser que ele fosse muito craque naqueles jogos em que existiam nos celulares antigos em que o Magnezone desvia dos obstáculos.

O rapaz sumiu na multidão e a senhora parou por um minuto. Começou a olhar aos arredores e chamar um nome. A nossa protagonista conseguiu ouvir algo como "Chrali. Charli meu bebê!". Mas a senhora parecia estar todo o tempo sozinha. Quem era Charli? Seria mais uma de sua performances musicais?

Uma brisa refrescante trouxe frescor aos transeuntes da rua e da fonte, mas isso não foi a única coisa que ele trouxe. Uma bola rosa veio carregada pelo vento e chocou-se com Kylie, causando o espanto da garota! Ela rapidamente agarrou a coisa, por impulso e percebeu que a coisa tinha olhos e boca, que não pareciam contentes.

___________________________________________________________________________________________________
Off: Olá KingKylie, serei sua mestra, risos. Espero que nos divirtamos bastante!
avatar
Membro
Mensagens : 4
Data de inscrição : 05/03/2018
Ver perfil do usuário

Re: The Life Of Kylie: T01

em Seg Mar 12, 2018 10:50 am
Assustada ao perceber que a bola rosa tratava-se de um Pokémon e não um objeto, Kylie abriu suas mãos e deu um leve grito deixando a criatura cair no chão, deixando suas feições muito menos contentes. Sacando sua Poketéch, a jovem descobriu tratar-se de um Igglybuff, o qual irritado pela situação investiu com um Pound nela, acertando-a no braço esquerdo fazendo derrubar o aparelho antes segurado pela mão esquerda e agora de encontro com o chão. Indignada, protestou contra o pequeno:

- Ei! Não faça isso. - disse a jovem ao franzir o cenho.

A pequena bola rosa não mudou a feição com o protesto da jovem e parecia querer continuar a mostrar força. Kylie notou as intenções na expressão do Igglybuff e tratou de chamar sua Vulpix para fora da Pokéball.

- Kulpy! Vamos lá!

O objetivo da jovem era intimidar o Igglybuff com sua Vulpix para não atacar-lhe novamente. Assim, preocupada na queda ter causado algum dano ao seu Pokétech, a garota se abaixou para pega-lo e no momento em que sua mão segurou o aparelho, o Pokémon pareceu planejar uma nova investida nela. Quando ela viu o avanço do Pound em direção a seu rosto, ela fechou os olhos e pôs seu braço direito em sua frente como reflexo ao mesmo tempo em que gritou pela sua Vulpix.

- Kulpy, faça algo!

A Vulpix lançou Ember contra o Igglybuff no meio de seu ataque, o que o fez parar, pois foi o acertou bem em cheio. Kylie abriu os olhos, levantou e viu que estava a salvo, porém não o redondo e rosa Pokémon. O ataque de seu Pokémon pareceu que foi mais efetivo do que esperado e deu ao Igglybuff o status de Burned. Já totalmente alheia ao estado do seu Pokétech, a jovem ficou preocupada com o pequeno. Logo pensou em leva-lo ao Pokémon Center, mas para isso usou uma de suas Pokéballs na esperança de ser também sua primeira captura em sua aventura.
avatar
Admin
Mensagens : 166
Data de inscrição : 30/09/2017
Ver perfil do usuáriohttp://victoryroadrpg.forumeiros.com

Re: The Life Of Kylie: T01

em Seg Mar 12, 2018 9:55 pm
Kylie mal havia chegado em Araquaj e já estava metida em encrenca! Um pokémon cor-de-rosa chocou-se contra a bela face da garota, que assustada lançou mão do pokémon que não gostou nada do que lhe ocorreu. Tratava-se de um pokémon muito raro, porém a garota não sabia disso. Todos pararam para ver o que estava acontecendo ali naquela rua perto da pracinha e os treinadores espicharam seus olhos prontamente ao pokémon que ali estava. Todos viram o que aconteceu, mas nossa heroína demorou um pouco para entender o que se passava. Ela recebera um golpe à queima roupa, que foi um pouco forte e sua percepção da realidade estava um pouco alterada. As pessoas vinham acudir a garota que havia caído e derrubado seu pokétch, que apontou para o pokémon e o registrou.

Kylie não percebeu, mas um rapaz a pedidos da senhora ajudou-lhe a levantar e esta pôde então voltar a si. A confusão causada pelo pokémon deu a garota a percepção de ter visto o pokétch mostrar que era um Igglybuff que estava a afrontá-la. Algumas pessoas olhavam com pena, outras aflitas, sem saber o que fazer daquela situação, e todas elas, muito curiosas, não conseguiam tirar os olhos da criatura que apesar da fama, não parecia com os outros de sua espécie. O movimento realizado por elas não era muito comum entre os seus.

Kylie prontamente sacou sua pokébola e atirou para o ar, libertando sua linda raposinha de fogo. Ela fez um ruído característico de sua espécie e logo percebeu que se tratava de uma batalha pokémon, pelo jeito como sua treinadora falava. Seu pelo brilhante estava mais bonito refletindo aqueles últimos raios de sol daquele dia ensolarado, e todos estavam impressionados com sua beleza, e comentavam como deveria ser fruto de muitos breeds de raça pura. Prontamente, Kulpy lançou suas brasas no pokémon, como ordenado por sua treinadora. O fogo avançou incisivamente sobre o pokémon, que rolou para trás, grunhindo de dor. O ataque surtiu bastante efeito, muito mais do que o esperado, causando algumas queimaduras no pokémon.

A bolota rosa começou a se debater em plena calçada, mas não era uma reação causada pela dor do golpe. Era bastante estranho, pois um momento ele parou e começou a encarar a treinadora de Kulpy seriamente. Aquele pokémon não ia dar para trás e ia lutar até que ela ou seu pokémon estivesse acabados no chão. Durão, não? Por fim o pokémon começou a sacudir-se novamente. Alguém murmurou atrás da garota "Esse movimento, Splash, não faz nada! Que pokémon inútil. Se eu estivesse guiando ele, mandaria usar..." e parou quando foi surpreendido pelo som do pokétch, revelando informações sobre o monstrinho.


Spoiler:

187 - Hoppip

Gender: 

Ability: Infiltrator
Lvl: 5

"This Pokémon drifts and floats with the wind. If it senses the approach of strong winds, Hoppip links its leaves with other Hoppip to prepare against being blown away."




A bolinha rosácea estava começando a se cansar, depois que suas queimaduras doeram mais um pouco. Ela se enfezava cada vez mais e começava a ficar ofegante. Talvez Kylie quisesse capturá-la, pois sacou sua pokébola, o que fez alguns treinadores que estavam de olho no pokémon recuarem. Vulpix estava ficando excitada e começou a rosnar para a adversária enquanto algumas pequenas brasas escapavam entre seus dentes. Será que ela queria que as coisas pegassem fogo?

-CHARLI! Cadê você? CHARLI! -A tensão da batalha foi rompida pela senhora, que não se deixou levar pela batalha e estava atrás de algo ou alguém. -Vai lá minha filha, você consegue! -Pelo menos até agora, passando por Kylie e seguindo caminho, olhando para um lado e para o outro.



Situação da batalha:

Kulpy: Ótima
Hoppip: Cansada (BRN)

_________________________________________________________________________________________________________________
Off: você só pode controlar sua personagem e seus pokémons, sendo da responsabilidade do mestre narrar o tempo, os acontecimentos e se suas ações surtiram algum efeito, bem como as batalhas. =)


Última edição por Necrozma em Qui Mar 15, 2018 10:06 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Membro
Mensagens : 4
Data de inscrição : 05/03/2018
Ver perfil do usuário

Re: The Life Of Kylie: T01

em Qui Mar 15, 2018 8:17 am
Ao perceber toda a confusão que se instalara ao seu redor, Kylie sentiu-se levemente constrangida, sendo notada pela sua Vulpix, que a olhou atônita. O inicio da sua jornada marcada pela soma do nervosíssimo com empolgação, fizeram-na confundir Pokémon e a situação do mesmo. Em nenhum momento a jovem pensou em se tratar de um Pokémon já pertencente a alguém. Porém a senhora parecia não estar ligando nem um pouco para a sua Hoppip, que estava sofrendo pelo dano causado da Vulpix. Indignada com a situação, a jovem recuperou seu semblante e estava decidida a cancelar o que começou como uma batalha Pokémon.

- Kulpy, fiz um péssimo julgamento da situação. Não ataque mais a Hoppip, precisamos ajuda-la, pois ao que me parece, aquela senhora não irá fazer. - disse Kylie agachada próxima a sua raposinha, o que fez a pequena perder suas feições de desorientação.

A treinadora estava preocupada com o que pensariam as pessoas ao entorno, agregadas devido a situação que ela mesma causou. A garota era louca? Desesperada? Desatenta? Pouco importava, o sentimento voltado para o estado da bolota rosa que colidiu com ela superou a situação e a menina se aproximou de forma lenta a tentar ganhar confiança da Hoppip para não pensar que ela fosse voltar a ataca-la. A pokeball já não estava mais em sua mão. Só queria ser solicita a condição do Pokémon. Ao mesmo tempo, ela não poderia leva-la sem o consentimento do que aparentava ser sua treinadora, então sua próxima ação seria aborda-la.
avatar
Admin
Mensagens : 166
Data de inscrição : 30/09/2017
Ver perfil do usuáriohttp://victoryroadrpg.forumeiros.com

Re: The Life Of Kylie: T01

em Qui Mar 15, 2018 10:05 pm
O bafafá rolava solto pelas esquinas de Araquaj, cada vez agregando mais e mais pessoas curiosas para saber o que estava havendo ali. Ninguém sabia o que estava se passando, mas acreditavam se tratar de uma batalha pokémon, e isso era o tipo de coisa que atraía a atenção de todos a todo momento. Pessoas adoram uma disputa. Pessoas adoram a adrenalina do combate e a empolgação coletiva toma conta do ambiente. Já estavam surgindo até apostas se a garota conseguiria capturar o pokémon que estava um pouco furioso e parecia forte mesmo não tendo noção do que estava fazendo. Talvez um treinador bom seria o que estava precisando para aquele talento escondido em algum lugar daquelas folhas balonescas.

Kylie estava perdida com a situação. A senhora parecia não estar nem aí para seu pokémonzinho e ela agora focava seus esforços em tentar ajudar o pobre monstrinho a se recuperar da injúria causada por Kulpy, antes de entender que tudo não passara de um mal entendido. A plantinha por sua vez não desarmou sua postura, mesmo a garota recuando e guardando sua pokéball. Pelo contrário, ela brilhou intensamente, num tom de verde, ao que parecia estar absorvendo a luz solar e sua aparência lentamente foi ficando melhor, até ela estar completamente restaurada. 

Enquanto Kylie estava abaixada falando com sua raposinha, os olhos de Hoppip brilharam num tom verde claro e uma aura da mesma cor envolveu a mascota da garota. Ela flutuou poucos centímetros no ar, se contorceu e caiu. Quando ela se levantou, a raposa parecia desorientada. Ela trocava as pernas constantemente, cambaleava e caía. Parece que o movimento realizado pela plantinha que aparentemente tinha cara de fofa, foi um pouco agressivo, e apesar da raposa ainda não estar ofegante, estava mais debilitada depois desse golpe. Por fim, a ferida causada por Kulpy doeu um pouco, pela expressão no rosto da bolotona, que parecia não estar nem um pouco a fim de recuar daquela batalha. O plano de Kylie deveria ser muito bom, se ela não estava a fim de lutar com Hoppip.


-O que está fazendo? Não sabes que não se deve dar abertura ao inimigo? -Disse um dos trinadores que estavam próximos a fonte. -Eu mudo minha aposta, acho que o Hoppip vai ganhar dela com certeza! Hahaha. -Exclamou ele enquanto voltava-se para os amigos.


Situação da batalha:

Kulpy: Bem (confused)
Hoppip: Ótima  (BRN)
Conteúdo patrocinado

Re: The Life Of Kylie: T01

Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum