Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Admin
Mensagens : 166
Data de inscrição : 30/09/2017
Ver perfil do usuáriohttp://victoryroadrpg.forumeiros.com

Cidades e Locais Especiais

em Sex Mar 09, 2018 3:55 pm
Azure Town:

É uma cidade flutuante, mantida no meio do rio por cabos submersos, produtos de ponta feitos em Vongole, que passam constantemente por manutenção. Desenvolve-se aqui primariamente atividades pesqueiras e de subsistência. As casas são leves, feitas com madeira e recobertas com resina de Combee, o que evita que a água das chuvas constantes entrarem nas casas. A correnteza do rio Tobita é muito forte ao redor da cidade, porém dentro dela há centros onde é possível tomar banho tranquilamente.

Coral City:

Coral é uma cidade litorânea típica. Muito quente e a temperatura oscila muito pouco entre as estações e entre o dia e a noite. As praias são muito belas e propícias à prática de esportes radicais. A economia se baseia tanto no turismo que é muito forte no verão. A despeito de passarelas de madeira sobre as areias alvas que interligam os locais principais da cidade, é basicamente uma vila com a natureza intacta (Areia, grama, palmeiras e berry trees) e as casas são construídas de madeira nativa, agregando ao clima natural do local.

Araquaj City:


É uma das maiores cidades do continente. Sua Paisagem é a combinação perfeita do mundo natural com o artificial. As casas de metal são recobertas com plantas de variadas cores e conseguem combinar perfeitamente com o design das moradias. Há muitas praças e jardins, e as flores são vistas em todos os lugares da cidade. As plantas são costumeiramente podadas e bem cuidadas e acompanham os altos prédios da metrópole. Possui o maior laboratório de biobotânica do continente e produz muitas variedades de plantas ornamentais. Uma das maiores atrações da cidade é o Spring World, que é o maior jardim botânico a céu aberto do continente que atrai e abriga uma grande variedade de pokémons selvagens.

Sadepole City:

Conhecida como “A cidade que nunca dorme” possui dois “corações” que são fontes de alimentação elétrica da cidade. Possui usinas hidrelétricas espalhadas por vários dos rios do continente, que junto com as termelétricas de Molknoir, fornecem energia para 6/7 de Cyndara. Junto com Molknoir, forma o Teho Ydin (Conjunto das duas cidades) de Cyndara parecem uma cidade só, e é comum uma pessoa de uma delas trabalhar em outra, e vice-versa. O comércio aqui é muito forte e diversificado, pois importa muitos produtos de outras cidades, então, por aqui se encontra de tudo. É comum telões espalhados pelas cidades passando a programação local, clipes e notícias. Há também quatro passarelas que acendem um “spot” quando é pisado, que conectam as bordas à torre de marfim, que é o centro do governo da cidade, e uma dessas passarelas passa pelo ginásio local. A noite é uma criança, e até parece dia de tão iluminada que a cidade fica, pois, a vida noturna aqui conta com muitos bares, restaurantes, shoppings e cassinos.

Molknoir City:


É a cidade que mais polui de todo o continente. É conurbada com Sadepole e formam uma combinação muito boa. Tem duas usinas nucleares que, junto com as hidrelétricas de Sadepole, geram 6/7 de toda energia que é consumida no continente. A cidade em si é bem estruturada e dividida em duas regiões principais: A cabeça e a cauda. A cabeça é onde fica uma das duas usinas e as muitas outras indústrias, e a área é toda organizada, sendo todos que entram lá, identificados. Já a cauda é onde ficam as casas, lojas e todos os outros estabelecimentos. A maioria das pessoas da cidade trabalha nas indústrias, e a outra parte são os administradores. É uma cidade muito cinza durante o dia, e pela noite possui um brilho incomum de muitas placas de neon e iluminação inusitada.

Neutrina Town:

É uma das cidades mais tradicionais de Cyndara, apesar de não ser muito grande. Neutrina consegue ser tão pacata quanto agitada. As festas, apresentações artísticas e culturais conseguem combinar paz e euforia com perfeição, tornando um lugar perfeito para se morar. Aqui há várias clínicas de recuperação e spas tal qual é seu poder de acalmar a mente. A maioria dos moradores adotam a prática do Yoga em sua rotina e é incomum ver uma casa sem seu jardim particular ou seu canto exotérico.


Noitra Town:

Cidade basicamente noturna. De dia a grande maioria das pessoas tende a dormir para compensar as horas acordado. As luzes vagas dos lampiões iluminam a cidade durante a noite e são abundantemente espalhados por ela. Ai daquele que ache que ela é perigosa: pelo menos os nativos são protegidos pelos pokémons fantasmas que costumam viver nessa cidade. A cidade também é famosa por ser o antigo cemitério de Cyndara, e foi crescendo. A vida noturna em Noitra é vasta: desde lazer até comércio, passando por jogos de azar e tavernas. É uma cidade muito liberal, mas tem lá suas regras. Sua distribuição parece mais com um tabuleiro de xadrez, toda dividida em quarteirões.

Thartaros City:

É uma cidade bem escura e fria durante a maior parte do tempo. Os moradores não costumam ficar passeando muito nas ruas, e quando saem se abrigam em bares ou outros estabelecimentos, e por isso suas praças não são tão frequentadas. Tartharos nasceu como a prisão do continente, e por ficar numa região inóspita e distante, as famílias dos presos começaram a migrar para terrenos próximos, e junto vieram os comerciantes. Suas ruas costumam ser compridas e praticamente formam uma trama em volta de um muro alto e sólido, quase inquebrantável. Seu topo é revestido com grades elétricas e alarmes, além de holofotes giratórios que percorrem o interior e exterior com movimentos irregulares. Há guardas armados em postos específicos e ninguém sabe a disposição deles, pois alguns estão ocultos. A legislação deste lugar é bastante ríspida e qualquer desordem é rapidamente silenciada, julgada e punida, muitas vezes arbitrariamente.

Nebula City:

Nebula é outra cidade que recebeu o nome de sua ilha. É uma cidade praiana e pacata, onde não se tem o costume de trancar as portas nem quando se vai dormir. Todos se conhecem e por isso nada passa desapercebido neste lugar. Aqui também tem um hospital pokémon muito eficaz, além de um laboratório de ponta em pesquisas astronômicas. Junto da cidade também há um lago de águas cristalinas, que dizem ser as mais puras de Cyndara.

Dendroaspis Town:

Encontra-se em uma zona de nevoeiro que esconde totalmente a ilha, tornando-a o esconderijo quase perfeito. O povoado nativo é descendente de pessoas do continente que provavelmente romperam relações com ele, pois nem os nativos conheciam o continente, nem o continente conheciam os nativos, e como forma de ganhar a confiança e estreitar laços, Dendroaspis foi anexado ao território continental e em troca ganhou notoriedade e importância ganhando ginásio oficial da liga Pokémon de Cyndara e relações comerciais. Durante a noite o nevoeiro engloba toda a ilha e torna-a propícias a prática de rituais religiosos. Grande parte da Ilha Dendroaspis é desconhecida e o vilarejo não sente curiosidade em explorar a ilha por restrições religiosas, mas o Conclave (grupo dos líderes das cidades mediado por Hélio) tem planos de explorar a fins de obter recursos e essa vontade pode causar brigas internas, já que vai contra as religiões da Ilha.

Polaris Town:

É a única cidade que ainda é habitada no triângulo de cristal, as terras geladas de Cyndara. Ela é protegida por uma alta muralha que impede correntes de ar de estarem constantemente resfriando a cidade. Há também outros tipos de adaptação ao clima gelado, como plantações de berries mais resistentes às baixas temperaturas e sistemas de manutenção da água. É um dos polos tecnológicos de Cyndara e desenvolve variedades de plantas geneticamente modificadas para atender a necessidade do continente, e há quem diga que eles manipulam pokémons também.


Última edição por Necrozma em Sex Mar 09, 2018 6:53 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Admin
Mensagens : 166
Data de inscrição : 30/09/2017
Ver perfil do usuáriohttp://victoryroadrpg.forumeiros.com

Re: Cidades e Locais Especiais

em Sex Mar 09, 2018 6:51 pm
Trimm Town:

Situa-se nas montanhas em volta do Vulcão Atlas, é uma cidade com uma temperatura agradável, e que possui algumas fontes termais. As casas são feitas de pedra bruta e muito bem organizadas. As montanhas que cercam parte da cidade são o local preferido de treinamento dos lutadores da cidade, e é um local muito calmo para tal atividade.


Vongole City:


Maior produtora de ligas metálicas do continente e também possui um polo industrial em desenvolvimento de ligas metálicas mais resistentes. Há uma fábrica de automóvel, aeroplanos, um estaleiro e outras que utilizam metais em sua produção. É uma cidade grande, porém muito subestimada, e isso irrita um pouco Kariya, que faz de tudo para provar o valor de Vongole, mesmo que ele saiba que o continente entrará em uma grande crise se a cidade parar. A cidade possui altos prédios, e apesar de parecer um pouco metálica, é bastante colorida e enfeitada, aliás, a maioria das estruturas usadas na organização de Araquaj, e outras cidades foi produzida aqui.



Battracchio Town:

Situada atrás de uma cordilheira de montanhas na ilha de Boulderback, Battracchio vive de mineração e exporta metais pra Vongole City. É uma cidade relativamente nova e ainda está explorando os recursos preciosos que a ilha dispõe. Seus limites estendem-se até onde os montes podem ser vistos. As mais altas montanhas de Cyndara encontram-se aqui. A cidade é adaptada ao relevo local, e entre uma elevação rochosa e outra, pode-se ver uma casa, nada regular. Não há áreas seguras e os moradores montam suas casas onde encontram terreno propício. Não há nada mais chamativo e que atraia atenção na cidade, apenas um campo de futebol em seu centro, que é mais usado em batalhas Pokémon.



Vendice City:

É uma cidade de clima conflituoso, sendo fria ao norte durante todo o tempo, e quente somente durante os dias na parte sul. A disposição de suas casas chega a ser futurista, e elas possuem formatos incomuns que conduzem as correntes de ar da ala Noroeste para a parte Sudeste, e isso acaba por resfriar a cidade durante o dia. A cidade é muito voltada para as artes, principalmente esculturas artísticas feitas de barro, e possui um enorme museu que expõe as várias histórias de civilizações antigas do continente e atualmente quer incluir em seu acervo algumas obras dos povos antigos de Dendroaspis Town, levando os líderes das cidades a terem uns choques de vez em quando. Possui a única escola de belas artes do continente, e é muito bem cuidada. 



Zephyr City:

Inicialmente cresceu como um povoado ribeirinho e conserva muito bem suas tradições antiga, e por ser uma das pioneiras, conseguiu se estabelecer muito bem. Aqui localiza-se a Zona do Safari, que é uma reserva destinada a preservação de diferentes espécies de Pokémon ameaçadas de extinção neste continente. A zona pega um pedaço do rio, da cidade e das florestas tropicais, licalizando-se na fronteira da cidade. Possuindo um porto fluvial muito importante e realiza atividades pesqueiras tão amplas que exportam até para outras cidades pesqueiras em larga escala. Situa-se numa zona tropical e a cidade está muito interligada com a natureza, sendo que o clima influencia diretamente nas chuvas diárias que ocorrem na cidade. É a capital da moda do continente, possuindo em seu centro o Dialga’s Roar, que é o maior relógio da região, e todos os outros são acertados por ele. É comum ver pessoas andando com vários tipos de roupas inovadoras e elegantes pelas ruas, e ao redor do relógio há uma enorme passarela, onde os estilistas mais famosos expõem suas mais novas criações e todos param para apreciar o espetáculo, inclusive, também é comum desfile de moda Pokémon.



North-Reya City:

Reya foi uma das primeiras cidades, e a primeira em Boulderback Isle, foi dividida em North e South Reya. Por serem muito distantes, possuem dois centros de governo, mas funcionam como uma cidade só, pois as decisões que afetam Reya como um todo são tomadas juntas e em comum acordo. Aliás, todas as grandes decisões são tomadas juntas, fruto de uma união sólida entre os líderes dessas cidades. North Reya possui uma praia rochosa ao nordeste, e localiza-se em cima de uma plataforma que impede a maré cheia de chegar na cidade. Possui ruas tortuosas um comércio muito forte. Seu lado leste é praticamente vazio, por possuir muitas pistas de aviação que são destinadas ao treino das forças aéreas do continente, e por isso firma-se fortemente como área militar. Por ser uma cidade relativamente grande, seus prédios estão sofrendo processo de verticalização urbana.



South-Reya City:

Como as metades Sul e Norte funcionam como uma unidade, o transporte de passageiros entre as Reyas é muito prático e acessível. É possível transitar usando pokémons entre elas, porém, voando baixo, já que o espaço é utilizado por aeronaves e isso pode atrapalhar a dinâmica aérea das cidades. Também possui uma área de tráfego e destinada a pouso e decolagem de aeronaves, em sua ala norte. Seu centro possui uma enorme praça com muitas árvores, uma fonte grande destinada ao repouso de espécies de aves migratórias que constantemente passam pela cidade e sentem-se confortáveis com o acolhimento local. Também é comum a população utilizar esse espaço para brincar com seus pokémons. A organização da cidade também é irregular, mas bem estruturada. As ruas possuem postes de iluminação em forma de arco, e é comum a presença de pontes de ligação unindo prédios públicos. Possui o maior aeroporto do continente e realiza vôos para todas as cidades dele.



Ravnica City (Nivix):

Aqui funcionam laboratórios de pesquisa científica e engenharia. Eles são responsáveis por melhorar a tecnologia atual, e acreditam que esses cientistas criam arsenal bélico para tomar o continente para eles. Aqui a maioria das pessoas é pesquisadora e fazem de tudo pelo progresso, negligenciando muitas vezes suas famílias para ter mais tempo para se dedicar aos experimentos. É comum ver coisas explodindo e pessoas pegando fogo. Sabiamente (ou não), eles estão preparados para esses acidentes corriqueiros.



Ravnica City (Vitu-Ghazi):

É tomado por uma floresta que cresce entre as casas de forma harmônica. É uma parte mais naturalista que cultiva a natureza e é contra o sistema de captura e aprisionamento de pokémons. Cultuam a vida livre, usam roupas leves, não se alimentam de derivados de pokémons e gostam de dividir o que plantam com os monstrinhos selvagens que por lá aparecem. Podem parecer um povo vulnerável, mas são protegidos pelos pokémons que vivem nos arredores.



Ravnica City (Skarrg):

É um lugar tomado por sem tetos e o desenvolvimento da cidade parece não ter chegado, pois o aspecto urbano da metade noroeste é o contrário do aspecto rústico daqui. As casas são bem simples e o povo bem grosseiro. Engana-se quem pensa nessa cidade grande como uma uniformidade, pois algumas partes desenvolveram-se demais fora do planejamento, e outras foram acopladas à cidade. Essa é uma delas, sendo originalmente uma zona rural que posteriormente foi englobada pela cidade. Os costumes daqui são mais primitivos e o pessoal daqui não se dá muito bem com outras pessoas, as quais julgam serem ladrões de terra.



Ravnica City (Rix Maadi):

Rix Maadi é a ala mais barra pesada do continente, e pessoas desavisadas encontrarão problemas ao passar por ela. Aqui há várias gangues de arruaceiros que cometem todo o tipo de atrocidades, frequentam bares e depredam o patrimônio público. Eles são o problema de toda cidade grande, que cresce e não dão condições de vida adequadas para todos os cidadãos, e são um problema, já que Augustus não tem intenção de eliminar essas pessoas de maneira injusta, sendo eles apenas julgados quando pegos em flagrante. Os legionários e a patrulha não se atrevem a se aventurar nessas áreas, já que as pessoas que habitam essa área são pessoas sádicas e loucas, muitas delas permaneceram aqui, onde existia o maior manicômio de Cyndara.



Ravnica City (Svogthos):

É a parte mais precária da cidade, onde há andarilhos e pessoas naturalistas que vivem em um espaço que mais parece um pântano, próximo ao cemitério da basílica, que funciona como um cemitério para indigentes, já que elas são enterradas em qualquer lugar de qualquer forma. O solo é bastante fértil e aqui pode-se ver muitos pokémons do tipo planta, venenoso e inseto, e acredita-se que essa parte é povoadas por gangues de vários tipos.



Ravnica City (Orzhova):

Neste local fica uma enorme Basílica, os cemitérios e algumas casas das maiores beatas do continente. Essa religião baseia-se na vida após a morte e na fé das pessoas enquanto vivas. Ela trabalha com a doutrinação de pessoas pelos seus fiéis como método de irradiar seu alcance, e muitas vezes entra muito em combates com o pessoal das ciências e tecnologias. A basílica é enorme e muito bonita, sendo ornamentada nos mínimos detalhes pelos maiores artistas sacras do continente.



Ravnica City (Novijen):

Neste lugar ficam laboratórios de pesquisas biológicas, que pesquisam para aprender mais sobre os pokémons e salvar algumas espécies da extinção. Eles costumam pesquisar sobre as diferentes mudanças de forma, como o clima e o ambiente implicam nisso, e como isso se reflete na reprodução desses pokémons. Acreditam que eles façam cruzamentos genéticos entre pokémon na tentativa de produzir monstros mais fortes e resistentes.



Ravnica City (Sunhome):

Aqui é onde se encontra dentre poucas residências, as instalações do exército do continente (os legionários), que são a maior força tática de Cyndara. Eles são usados apenas em último caso, e dentre as divisões internas, somente os patrulheiros desempenham efetivamente suas atividades, guardando as ruas de Ravnica. A maior parte dessas terras é destinada ao treinamento destes soldados, e consiste em pistas de corrida, quadra de esportes e campos de circuitos visando o aprimoramento do condicionamento físico deles, deixando assim uma pequena parcela para os dormitórios e refeitórios.



Ravnica City (Phrav):

No centro da cidade, localiza-se o maior prédio do continente. Lá fica a sede do governo da cidade, o salão nobre em que é sediado as reuniões com os líderes das cidades do Conclave, e a câmara dos Azura, que são as pessoas que fazem e editam as leis vigente em todo o continente. Aqui não se joga um papel fora do lixo sem tomar uma multa pesada. As pessoas são frias e não costumam ter o costume de se tocar ou se demorar demais nas explicações, se não for necessário. Há muito prédios administrativos e poucos prédios comerciais.



Ravnica City (Duskmantle):

Embaixo da cidade, é a maior rede de esgotos do continente e liga várias áreas da cidade. Comumente as pessoas decidem brincar de um jogo muito popular, e as vezes acabam apostando até coisas valiosas.
avatar
Admin
Mensagens : 166
Data de inscrição : 30/09/2017
Ver perfil do usuáriohttp://victoryroadrpg.forumeiros.com

Re: Cidades e Locais Especiais

em Sex Mar 09, 2018 7:12 pm
Cosmo Town:

Cosmo é uma cidade abandonada de que nunca se ouviu falar. Desde os primórdios, é passado de pai para filho que Cosmo é uma cidade fantasma, que foi levada embora por vida extraplanetária, pois é como se todas as pessoas tivessem sumido, ou foram abduzidas, e tudo que se sabe sobre esse povoado é oriundo de pesquisas antropológicas no local. Atualmente ninguém mora lá. Há várias casas de formato abaulado destruídas, e escombros por toda parte. A cidade tem formato redondo e as casas tem espaçamento intrigantemente simétrico. Os estudiosos afirmam que o povoado que viveu ali pode até não ser humano, pelos traços culturais serem muito diferentes dos outros povos do continente.

Wulfric Town:

Foi extinta na crise elétrica do triângulo de cristal há um tempo atrás, e seus habitantes não resistiram. A sociedade era dividida em castas e não é raro encontrar tipos de moradias e alas diferentes. Grande parte das casas foi soterrada pela neve. Antropólogos acreditam que possam existir refugiados em Frozen Heart cave.

Ikan Town:

Cidade fantasma que só restam os escombros, continuando a rota 36 como se fosse um labirinto de escombros passando várias casas e construções grandiosas abandonadas. Há muito tempo foi soterrada praticamente pela ação dos ventos carregando as areias do deserto. É possível ver os tetos das casas e se há algo mais, está soterrado. É, junto com Cosmo Town, um prato cheio para os historiadores do continente e acreditam que exista uma gangue de bandidos do deserto que residem aqui.


New Ikan Town:

Situa-se atrás das cordilheiras Chillspine, que bloqueiam e dispersam as nuvens carregadas e fazem toda aquela área ser desértica. Não possuem qualquer acesso a água e pagam caro por ela. A culinária aqui é típica: pouco sal e pouco açúcar para evitar sede, e muitas das frutas plantadas aqui são suculentas e dão frutos com muito suco, projetadas em Polaris, tendo a capacidade de converter moléculas ácidas em água. A cidade é protegida por uma muralha assim como Polaris, que protege a cidade não do vento violento, mas de ser soterrada pelas areias errantes do Hopeless Desert. As casas são construídas de barro e são muito sólidas e possuem um reservatório grande, cada uma delas, pois uma vez no ano, há 10 dias de chuva forte e ininterrupta, onde eles juntam a água necessária para passar alguns meses. Um grande palácio no centro é a sede do governo dessa cidade. A Arquitetura é única já que o material usado na construção dos casebres é incomum e regional.


Ancille Town:

Ancille é uma cidade-ponte entre Ravnica e Azure, duas cidades que possuem ginásios oficiais da liga e por isso, possui forte apelo turístico, sobrevivendo muito mais do capital investido pelos transeuntes do que suas próprias atividades agropecuárias. Ela é limitada por uma densa faixa salina ao sul, que torna inviável a maioria das formas de vida e pouco se sabe sobre o que há lá. Costumava ser quase uma cidade fantasma, mas está tentando se reerguer e voltar a ser uma cidade como outrora.

Cophlore Town:

Único povoado de Quisllspike Isle, Cophlore é um vilarejo que se firmou há algum tempo com o comércio de alimento e bens de consumo caseiros para os viajantes que querem ir de Zephyr para South Reya. Neste vilarejo há uma fonte antiga que, reza a lenda, é capaz de conceder desejos àqueles puros de coração. Dizem ser o lar do lendário Jirachi, no planeta, e isso também atrai atenção dos crentes na mística do local. Fornece muita matéria bruta para Zephyr, e é um distrito pertencente a ela. Por ser um local afastado, é cercado de misticismo e os moradores juram que alguns eventos paranormais acontecem neste local. Cophlore é basicamente um aglomerado de casas, ao redor da fonte dos desejos, e uma igreja mais ao sul, onde os moradores deixam oferendas à estrela da manhã Zeta.

Plegue Town:

É uma cidade bem desenvolvida apesar de não ser uma metrópole, e recebe muita influência de Vongole city. Exporta muita mão de obra barata para lá. A cidade tem uma praça central, que é muito bonita, com bancos de madeira ao pé de árvores centenárias, jardins e uma enorme estátua de um Gallade, que representa o Paladino da justiça, que é o super herói local. Em volta dela, as ruas formam uma trama, margeadas por casas antigas bem cuidadas, e a partir de um certo ponto, casas periféricas surgem.


Heloderma Town:



É a menor cidade do continente, e é um lugar de paz e sem muitas perturbações. As poucas famílias vivem harmonicamente, sempre se ajudando e repassando os ensinamentos de harmonia e cooperação. Lacan possui um ginásio não-oficial da liga Pokémon neste lugar. A vila é organizada ao redor de um triângulo negro no centro da ilha que eventualmente se mexe sozinho e brilha vermelho, embora seja muito pesado para movê-lo manualmente. Acredita-se que ele traz boas energias e que quando ele se move, algo ruim está para acontecer.

Baskal City:

É uma metrópole que caiu muito financeiramente, se meteu em várias dívidas e está tentando se reerguer. Concomitantemente, a população continuou crescendo e as favelas se multiplicaram. É comum ocorrer vários episódios de violência em suas ruas, embora a polícia se vire como pode para conter esse tipo de ação. É um dos maiores polos industriais do continente e atualmente o maior investimento da prefeitura é na melhoria do serviço policial. É dividida em zona leste e zona oeste, centro e falange.

Vikan Town:

Reside em terras inférteis e o pouco que o povo consegue plantar é para subsistência e para criação de pokémons exóticos para a demanda de alimentos de Tobita e Trikai. As poucas espécies que conseguem germinar nesses solos foram mutações criadas nos laboratórios de Polaris, e não foi fácil fazê-lo. Vikan não é exatamente um bom competidor de mercado, e por isso faz o que pode para ainda existir. É uma das cidades mais antigas e possui um dos ginásios não oficiais. Suas casas são simples costumam ser afastadas umas das outras. O terreno é bem irregular, e os caminhos são marcados pela ausência de grama. Possui uma escola.

Malic Town:

Cidade basicamente campestre que vive de exportação de carne bovina e produz os melhores derivados do leite e assim como sua carne, é de primeira. A cidade é basicamente dividida em grandes fazendas e de vez em quando, os proprietários vão a Malic Fields para ver os pokémons selvagens e ver se tem algum reprodutor interessante para fazer melhoramentos genéticos através de breeds. Pessoas tentam a qualquer custo descobrir o segredo de como eles fazem para ter uma carne tão boa, e várias fazendas disputam entre si pela descoberta de segredos. Fora as fazendas, a cidade tem uma pequena loja, um centro Pokémon, dois bares e uma mercearia no centro da cidade, que é chamado de Mallakar.

Wadaggi Town:

Cidade pesqueira que é rota para o ginásio de Trimm, para a cidade de Salttraki e para o resto do continente. O povo é um pouco ressabiado com os estrangeiros que constantemente sujam o local e degradam o meio ambiente. Apesar de ser uma cidadezinha, todas as pessoas têm consciência ambiental e desde criança são ensinadas que ao sujar o habitat que eles vivem, eles serão os maiores prejudicados.


Kuii Town:

Essa vila desenvolveu-se muito pouco ao longo dos anos. Todos os moradores daqui se conhecem, e cuidam uns dos outros como se fossem uma grande família. A ilha em si não tem nada de atrativo além de alguns pokémons endêmicos e um casal especialista em cruzar pokémons e cuidar de ovos.



Tobita  Town:

É a uma cidade muito afastada, e por isso é muito peculiar. Sua culinária, suas crenças, artesanato são únicos. As casas são feitas de madeira e são bastante coloridas. Mesmo possuindo rede elétrica, é comum ter lampiões espalhados pela cidade, sendo acesos de noite, dando um clima mais aconchegante. Geralmente os moradores saem à noite para conversar ou apenas se reunir. É comum as pessoas irem à casa umas das outras e se tratarem como se fossem da própria família, e eles não veem problemas no incesto. É comum celebrarem quando a colheita é farta e deixarem oferendas de agradecimento na entrada da Nephila Cave.



Salttraki City:



É mais uma cidade flutuante, e diferente de Azure ela não precisa ser ancorada pois não há correnteza que possa arrastar a cidade. A plataforma que a sustenta é ligada ao fundo do lago por um grande cilindro de um tipo de vidro especial super-resistente à pressão da água (O Pilar), sendo uma extensão imersa da cidade e possibilitando uma bela vista subaquática.


Mirrodin City:


A primeira cidade do continente, pioneira em mineração, mas com a rápida irradiação das outras cidades, logo perdeu seu posto. Outro fator importante é que os metais eram retirados do Oniko Peak, que provou-se ser pobre em minerais. Foi construído o farol para informar as navegações que outrora levavam e traziam mantimentos e pessoas para o continente. Hoje a cidade só tem apelo histórico, assim como o farol e sobrevive malmente do turismo. E por isso há uma migração muito grande de nativos para outras partes do continente. Suas praças são pacatas, ruas feitas de pedra, assim como as casas, tem seus jardins bem cuidados e floridos todas as épocas do ano.
avatar
Admin
Mensagens : 166
Data de inscrição : 30/09/2017
Ver perfil do usuáriohttp://victoryroadrpg.forumeiros.com

Re: Cidades e Locais Especiais

em Sex Mar 09, 2018 7:29 pm
Boulderback Mountains:

Situa-se na cordilheira de montanhas de Boulderback, e são quase intransponíveis. A montanha Boulderback é o ponto máximo que se pode ir na cordilheira, e mesmo assim, é muito difícil de se escalar. Há uma série de reentrâncias que dão acesso ao seu interior, onde habitam muitos pokémons. Em certo ponto há uma nascente de água muito cristalina, que desce pela montanha, sendo fortalecido por outros minadouros.

Shinttai Forest:

É a maior floresta do continente. É altamente irrigada pelos rios da região e possui solos extremamente férteis. A vegetação é densa, e a sensação é de abafamento pela vaporização constante dos corpos d’água, dá um ar não tão agradável a este lugar, sem falar nos pokémon selvagens e venenosos que habitam. Muitos pokémons do tipo planta, inseto e que vivem nos rios compõem a fauna do local. Em certo ponto da floresta há um templo de madeira construído para o protetor das matas.

Tobita River:

É o maior rio do continente e possui uma correnteza muito poderosa. A depender de sua localidade, pode ser muito perigoso. Os mais anciãos de Tobita acreditam que um terrível Leviatã viva no rio e destrua tudo que se movimente em sua superfície.

Salttraki Great Lake:

É o maior lago de Cyndara e possui uma enorme biodiversidade. A água é salgada pois o vento do deserto traz o sal e a areia. Há muitas cavernas submersas desconhecidas e não se sabe se era moradias humanas ou de pokémons. Muito dos pokémons que moram no mar sobem o rio para desovar neste lago.

Vikan Thundra:

É uma região muito fria e permite o crescimento somente de vegetações arbustivas e gramíneas. Há a presença de algumas rochas e neve. Ainda assim há algumas casas de camponeses. Somente pokémons muito resistentes ao frio conseguem habitar essa área. É muito comum ter tempestades de neve e raios nessas áreas durante todo o ano, tendo maior frequência durante o outono. Há uma grande rocha nesse lugar, cercada de outras grandes rochas que é um maravilhoso ponto turístico, por possuir uma beleza muito misteriosa.
Nephilla Cave:

Não é explorada e tem proteção religiosa do povo de Tobita. Em sua frente há um templo feito pelos moradores da cidade para agradecer ao deus da colheita, que, reza a lenda, morar na caverna.

Atoleiro Grimmpen:

Quase uma continuação do pântano, raramente apresenta um terreno sólido. Parece mais com um campo aberto coberto de musgo e um filme d’água sobre a lama, é realmente um lugar muito bonito de se apreciar quando é época de lua cheia, pois parece que o local foi banhado em prata. Possui várias rochas ao redor. Costumeiramente uma camada de neblina toma conta do local e o deixa ainda mais tenebroso, digno de um filme de terror. Há algumas grandes florações rochosas e poucos locais com uma campina e areia firme.

Adaggio Swamp:

É um lugar complicado de constituir morada, pois é um pouco alagado. Dificilmente se nota onde a terra é firme, onde é lamaçal e onde é inundada pelo rio Katakuya, que é um braço d’água que deságua no Grande Lago Salttraki. Embora seja difícil para moradias humanas, é o habitat de várias espécies de pokemon. Possui árvores altas, com raízes tortuosas e estranhas. Acredita-se que seja um lugar assombrado.

Wadaggi Cave:

Caverna explorada pelos moradores de Wadaggi. Logo após a entrada, possui um pátio e um grande lago em seu interior e por isso acreditam que é uma caverna alagada, já que isso é tudo que a caverna abriga.

Atlas Vulcan:

É o maior vulcão e o topo do continente. Está inativo há algum tempo, mas ninguém nuca sabe quando ele entrará em atividade novamente. Apesar de Trimm estar mais próximo dele, não será a única cidade a sucumbir se ele entrar em atividade. Passando pelo ginásio de Trimm, existe um caminho montanhoso que requer certa habilidade de escalada, que dá na entrada de uma caverna. É uma caverna que se situa superficialmente no vulcão, mas a sensação térmica é muito alta. Muitos pokémons raros são encontrados aqui, principalmente do tipo fogo.


Última edição por Necrozma em Sab Mar 10, 2018 12:44 am, editado 1 vez(es)
avatar
Admin
Mensagens : 166
Data de inscrição : 30/09/2017
Ver perfil do usuáriohttp://victoryroadrpg.forumeiros.com

Re: Cidades e Locais Especiais

em Sab Mar 10, 2018 12:42 am
Frozenheart Cave:

É uma caverna pouco explorada devido ao longo caminho, de condições degradantes, da cidade mais próxima, e não há registros de pessoa que voltaram de lá. Acredita-se que após a queda de Wulfric, alguns de seus moradores se refugiaram lá.

Chillspine Mountains:

É uma cordilheira muito inóspita. Uma das rotas (Polaris-New Ikan) pega uma parte da cordilheira, e já é muito difícil atravessá-la, corroborando relatos de pessoas que apareceram sem algum membro, ou que ficaram loucas ou até mesmo nem apareceram. Até ver pokémons de gelo transitando é raro. A maior parte do local é feito de rocha congelada e é muito fácil escorregar. Há algumas cavernas que podem servir de abrigo para a forte nevasca que geralmente assola essas montanhas.

Grave Tomb:

É chamada de “A Zona de Morte” e possui um areal muito instável e difícil de se mapear, pois parecem se mover constantemente. Raras plantas conseguem sobreviver nesta área, e dificilmente pessoas poderiam morar aqui, sendo que muitas das pessoas que andaram por esse lugar, desapareceram sem deixar vestígio, e há relatos de que se trata de um campo minado de areia movediça.

Hopeless Desert:

É uma rota muito evitada por muitos dos treinadores que viajam pelo continente por se tratar de um lugar muito inóspito. Há quem diga que existem saqueadores nesse local, e se não estiver suficientemente preparado para atravessá-lo, acabará morrendo. Não há um mapeamento do local, aqui também, e o calor intenso acaba fazendo as pessoas perderem o senso de direção, de tempo, e é comum se perderem neste lugar. Também é comum terem miragens, e das poucas pessoas que se salvaram, algumas relataram ter visto um oásis com uma torre de pedra maciça, que ficou conhecida como Mirage Castle.

Onico Peak:

Era um antigo ponto de vigia para proteção de invasores na época de colonização do continente. Hoje está aberto a visitações, e ainda funciona durante a noite guiando alguns navios. É comumente frequentado por treinadores pokémon e costumeiramente é um point de batalhas.
Kosminen Hall:

É a ruína de um enorme palácio. Reza a lenda que ele já estava arruinado quando as primeiras civilizações chegaram no continente, e nenhum relato sobre ele é encontrado em nenhum dos antigos registros de povos antepassados. Só tem os restos de alguns dos andares superiores, mas parece que continua no subsolo. É construído de uma rocha maciça e gelada ao toque, mas que brilha como uma nebulosa quando reflete a luz da lua. É o lar de muitos pokémons, atualmente.

Planco Woods:

É uma floresta muito escura e quente. A parte dela que é cortada pela rota que liga Plegue a Coral é mais iluminada e menos povoada por pokémons. Acredita-se que há um enorme Pokémon que protege o lugar, já que ninguém que se meteu no âmago do lugar sobreviveu, além de alguns que apenas vislumbraram uma silhueta escura e robusta, antes de serem atacados por pokémons locais. Em algum lugar do seu centro há um charco e um lago que constantemente é recoberto por uma fina névoa.

Neutrina Lake:

É um grande lago com vários pokémons. Em seu fundo é possível ver ruínas de um templo, que dizem ter sido construída para um Pokémon lendário.

Atol di Pioggia:


É um grande atol de esqueletos de Corsola que se assentaram nas bordas de um vulcão inativo. Há grande biodiversidade de pokémons aquáticos e aves migratórias. É uma área pouco explorada mesmo pelos mergulhadores do continente. Os mais velhos de Nebula acreditam que exista uma criatura mística que habite aquela área.

Onico Boreal Forest:

É uma floresta de coníferas que possui um relevo bem acentuado. Com temperatura bastante fria e muitas rochas pelo caminho, é um lugar que possui muitos pokémons endêmicos e é pouco explorada. Em algumas épocas do ano, pessoas montam acampamento para caçar, mesmo sendo contra a lei.

Lattimery Lake:

É um lago grande que serve de caminho para as ilhas de Neutrina e Dendroaspis. Há um serviço de transporte que atravessa as pessoas que não possuem pokémons aquáticos. É comum este lago ficar coberto por um nevoeiro e não é aconselhado perambular por seu perímetro nessas condições, já que a taxa de afogamentos é maior quando isso ocorre.

Malic Fields:

Formado de espécies gramíneas e possuindo alguns charcos, é uma região muito propícia para a criação de ruminantes. Em algumas épocas do ano, acontece a Corrida dos Corcéis, entre as famílias de Malic Town.
Conteúdo patrocinado

Re: Cidades e Locais Especiais

Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum